Vila de Argoncilhe

Vila de Argoncilhe

Argoncilhe tem uma área de 8,7 quilómetros quadrados, cerca de 10 mil habitantes e é a freguesia do concelho de Santa Maria da Feira mais próxima da cidade do Porto.

Situa-se no extremo Norte, rodeada por Grijó, Seixezelo, Olival e Sandim, freguesias gaienses, e Nogueira da Regedoura, Mozelos, Sanguedo, Lourosa e Fiães. Argoncilhe é uma vila sossegada, com bons acessos (EN1 e A1), o que permite à sua população chegar rapidamente quer a Santa Maria da Feira (10 quilómetros), Quer a Espinho (8), Gaia (13) ou Porto (15).

A origem da Vila remonta a época pré-romana, tendo como característica desde os tempos medievais a sua ligação a Grijó. Em 1093, Argoncilhe foi um dos sete padroados doados ao Mosteiro de Grijó, juntamente com Perosinho, Serzedo, Grijó, Travanca de Bemposta, S. Miguel de Travaçô e Teirol.

Desde sempre, a agricultura foi a atividade principal de Argoncilhe, mas a partir do século XX surgiram as primeiras indústrias, na área das madeiras e da serralharia. A partir dos anos 30, aparecem, em maior número, as pequenas indústrias. Nesta altura, ganha importância o fabrico do prego para a tanoaria, responsável pela criação de um elevado número de postos de trabalho, bem como pela difusão das artes para a construção civil. A exploração do volfrâmio foi também um marco crucial na história da vila, entre 1939 e 1945, responsável por grandes negócios, mas também pela emigração para a Venezuela, Brasil, França e Alemanha.

A chegada da eletricidade à freguesia (1951) permitiu um avanço na modernização agrícola e industrial. A 14 de Abril de 1985, Argoncilhe ganha o estatuto de Vila, um marco determinante. Desde essa data, tem vindo a apresentar um desenvolvimento significativo.




por José Pimentel





Aqui perto....

Castelo de Santa Maria da Feira 
Junta Freguesia S João de Ver 
Castelo de Santa Maria da Feira 
Igreja Rio Meão 
Igreja de Gião 
Igreja de Escapães - Santa Maria da Feira 
Arrifana