Lenda de Ervedosa e da "Casa do Ti Caexo"

Lenda de Ervedosa e da
No sítio das Corujas, termo de Ervedosa, concelho de Vinhais, habitava um fidalgo rico muito soberbo, possuidor de uma grande quinta, situada na margem esquerda do rio Tuela, junto à Foz da Ribeira, afluente do mesmo rio.
Um dia o Fidalgo ordenou à sua criada que à hora da ceia tivesse pão de trigo na mesa. Não podendo obter trigo, a criada apresentou-lhe centeio, do qual o Fidalgo não gostou.
Envaidecido da sua posição social, prorrompeu em injúrias contra este cereal a que chamava comida de perros. Logo, de tão envaidecido que estava, no auge da fúria e num gesto mortal, esfaqueou o pão, que começou a jorrar sangue.
Imediatamente veio uma praga de formigas que invadiu essa encantadora quinta, obrigando o Fidalgo rico e sua família, logo nessa mesma noite, a abandonar a sua vivenda e o Lugar de Corujas e a refugiar-se no alto mais próximo.
Dizem os mais antigos, que nesse alto existe ainda hoje a primeira casa construída nessa época a qual chamam "Casa do ti Caexo", que chegou quase intacta aos nossos dias.
As pessoas que se refugiaram nesse alto, dedicavam-se principalmente à pastorícia. Este local era rico em pastagens, sobretudo de uma erva à qual chamavam "Erva Doce", que com o decorrer do tempo deu origem ao nome desta localidade. "Erva Doce - Ervedosa". Aí se formou o povo de Ervedosa, tendo sido vila e concelho durante muito tempo.






Aqui perto....

Tradição do Dia de todos os Santos 
Gastronomia de Candedo 
Arroz Doce 
Cantiga da segada 
Montouto 
Artesanato 
Em Moás